Últimas

25 de janeiro de 2017

Queijos nacionais que todo brasileiro deveria experimentar


Quando se fala em queijo brasileiro logo nos vem à mente o Minas e mais recentemente o Canastra, o queridinho dos gourmets. Mas saiba que existem outros tipos tão bons quanto que apareceram no mercado nos últimos anos e que todo brasileiro apaixonado por queijos deveria conhecer e experimentar. 

A pesquisa "Os 10 Queijos Brasileiros Que Você Precisa Conhecer" foi elaborada pelo site Estadão Paladar, que você confere as impressões dos especialistas a seguir.



EXTRA CURADO DE OVELHA 
Origem: Chapecó, Santa Catarina


De sabor característico de queijos de leite de ovelha e salgadinho na medida. Apesar do aroma adocicado, o sabor picante prevalece. Bom substituto do pecorino no preparo do cacio e pepe. 
Leite: cru de ovelha. 
Textura: quebradiço. 
Maturação: mínimo de 12 meses. 
Produtor: Grand Paladare.
Preço sugerido: R$ 184 por quilo no Mestre Queijeiro.



GIRAMUNDO
Origem: Itapetininga, São Paulo


De sobrenome "estilo reino", este queijo de casca lavada com beterraba – que dá a cor característica na parte de fora – atende às expectativas de quem tem familiaridade com o tipo. É um queijo gostoso, simples e artesanal e vai bem com uma boa goiabada, no tradicional "Romeu e Julieta". 
Leite: vaca pasteurizado. 
Textura: firme. 
Maturação: 5 meses. 
Produtor: Fazenda Santa Luzia
Preço sugerido: R$ 120 por quilo n'A Queijaria.




JOANINHA
Origem: Joanópolis, São Paulo


Parceria da produtora Heloisa Collins com Fernando Oliveira, que matura o queijo em uma caverna. O processo dá complexidade ao queijo – sabor suave e doce com leve picância. Leite: misto – 50% de cabra e 50% de búfala pasteurizados. 
Textura: macio. 
Maturação: 60 dias. 
Produtor: Capril do Bosque.
Preço sugerido: R$ 68 a peça de 250g n'A Queijaria.



MIMO DA SERRA
Origem: Natividade da Serra, São Paulo

A casca rústica e dura, com mofo artificial trazido da França, esconde um interior muito cremoso – seu ponto alto. Inspirado na receita do queijo francês Tomme de Savoie. 
Leite: cru de vaca. 
Textura: cremoso. 
Maturação: 30 a 40 dias. 
Produtor: o francês Christophe Faraud no Vale do Paraíba paulista.
Preço sugerido: R$ 155 por quilo no Mestre Queijeiro.



OVELHA DAS VERTENTES 
Origem: Itapecerica, Minas Gerais


Este não é um queijo fácil por ter sabores bem complexos. Começa difícil, com picos de picância e amargor que se revelam ao final. 
Leite: cru de ovelha. 
Textura: firme. 
Maturação: 90 dias. 
Produtor: Lara Dias, que está à frente da Sabores da Ovelha. 
Preço sugerido: R$ 180 por quilo n'A Queijaria.



CUESTA 
Origem: Pardinho, São Paulo


Agradável com sabor amanteigado, é um queijo fácil e para qualquer ocasião. Pode ser comparado a um parmesão não finalizado – doce e granulado, só que um pouco mais cremoso. 
Leite: cru de vaca. 
Textura: macio. 
Maturação: 6 meses. 
Produtor: os produtores da Fazenda Santana. 
Preço sugerido: R$ 180 por quilo no Mestre Queijeiro.



PARMESÃO ARTESANAL
Origem: Alagoa, Minas Gerais


Apesar do nome, em nada se assemelha com o queijo italiano. Este tem sabor potente e picante. 
Leite: cru de vaca. 
Textura: macio. 
Maturação: mínimo de 90 dias. 
Produtor: uma cooperativa de mais de cem produtores de Alagoa. 
Preço sugerido: R$ 94 por quilo no Mestre Queijeiro.



RACLETTE MINEIRO
Origem: Almenara, Minas Gerais 


De aroma simples e sabor complexo, se sai bem no preparo da tradicional receita suíça. 
Leite: cru de vaca. 
Textura: firme e elástico. 
Maturação: 45 a 60 dias. 
Produtor: o suíço Dieter Müller e sua mulher, a brasileira Soraya, do Vale do Jequitinhonha. 
Preço: R$ 108 por quilo no Mestre Queijeiro.



VENDA NOVA
Origem: Venda Nova do Imigrante, Espírito Santo


Este é um queijo fácil, por assim dizer: suave na boca e com boa acidez, equilibrado do começo ao fim. Um bom queijo de mesa, ótimo para acompanhar um café mineiro. 
Leite: cru de vaca. 
Textura: amanteigado. 
Maturação: 30 a 45 dias. 
Produtor: o italiano Amedeo Mazocca da serra capixaba.
Preço: R$ 121 por quilo no Mestre Queijeiro.



SERRANO 
Origem: São José dos Ausentes, Rio Grande do Sul


Este "Canastra" do Sul é tradicional gaúcho. A região mineral confere sabor intenso e forte aroma de azeitona. Parece que leva azeite, mas é impressão.
Leite: cru de vaca. 
Textura: amanteigado (semiduro). 
Maturação: 120 dias. 
Produtor: Antonio Lopes é quem está por trás deste queijo, que é produzido em pequena escala.
Preço sugerido: R$ 128 por quilo n'A Queijaria.


Informações: Estadão Paladar
Fotos: Felipe Rau /Estadão



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...