Últimas

23 de dezembro de 2016

Capital dos maiores objetos do mundo fica em uma cidadela


O título pode até parecer irônico ou contraditório, mas o fato é real. Uma pequena cidade no interior do estado de Illinois se tornou na nova atração turística americana quando passou a sediar as maiores construções do planeta em formato de objetos do cotidiano. O feito foi registrado no Guiness World Records 2017 e tem de tudo: de uma caixa de correios até uma cadeira de balanço gigante. Conheça Casey, a pequena capital dos maiores objetos do mundo.



Casey, uma cidade de apenas 5,59 km² e com população de 2.762 habitantes (de acordo com o censo de 2010), vem atraindo a atenção da mídia e dos turistas de todos os cantos para suas atrações gigantescas. A hashtag #BigThingsInASmallTown, literalmente "grandes coisas em uma pequena cidade", acompanha os recordes que dá torciolo em quem insiste em ficar olhando para cima. E tem como ser diferente em um lugar onde tudo é superlativo?



Diferente da brasileira Itu, no interior do estado de São Paulo, em que os grande objetos se resumiam aos souvenires, ao Semáforo Gigante e ao "Orelhão de Itu" (um telefone público de 7 metros de altura) até meados de 2012 - quando foi inaugurada a Praça dos Exageros, que também traz atrações em tamanho gigante porém mais voltadas para as crianças -, as atrações de Casey estão mais para monumentos e ainda por cima bateram recordes. 




Idealizadas por Jim Bolin, visionário empresário da cidade de 61 anos que quis impulsionar o turismo local, entre as maiores obras do mundo que entraram para o Guiness se encontram réplicas de objetos como forquilha, tamancos holandeses, lápis, agulha de crochê, gaiola, régua e até uma moeda gigante de madeira.





Mas os destaques ficam para a bela cadeira de balanço, de 54 metros de altura e que funciona de verdade, um golf tee (marcador de golfe) de 30 metros de altura, agulhas de tricô e um sino dos ventos, que entrou para o Guiness World Records em 2012, que ambos medem quase 15 metros de altura. 




Já a caixa postal, inaugurada há pouco mais de um ano, é uma versão gigante da caixa de correio padrão dos Estados Unidos e funciona como um mirante, de onde se pode ver quase toda a cidade, mas que Jim tem como propósito instalar em seu interior um museu histórico dos correios. Bacana, não?!



Curtiu? Clique aqui e tenha maiores informações para incluir esse roteiro em sua próxima visita aos Estados Unidos. Ainda, assista o criador apresentando suas obras e recebendo o Guiness no vídeo abaixo. 




Informações, vídeo e imagens: Guiness World Records, Wikipedia e City of Casey.org


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...