Últimas

8 de outubro de 2016

Fique ligado: câncer de mama também ataca os homens


Como assim? Quer dizer que só porque estamos em pleno #OutubroRosa temos que nos preocupar não só com as mamas de nossas parceiras mas também com as nossas? A resposta é um sonoro SIM, meu chapa. Apesar de menos incidente ao delas, é fato, esse tipo de câncer costuma matar mais os homens do que as mulheres quando diagnosticado. Portanto, saiba como se prevenir e quais são os tratamentos disponíveis.

Conforme o Instituto Nacional de Câncer, apenas 1% do total de casos de tumores de mama acomete homens, ou seja, enquanto 14 mil mulheres brasileiras morrem por ano dessa doença, menos de 200 homens sofrem o mesmo destino. Mas as chances de um homem diagnosticado se salvar é bem menor ao de uma mulher. Portanto, não é porque a incidência é baixa que você irá se descuidar.

Os tumores mamários em homens são associados a uma maior mortalidade aos femininos devido ao diagnóstico ter sido realizado tarde demais, onde as chances de cura são menores. Isso é o que defende o mastologista Antonio Frasson, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.


"Contudo, isso não parece ser resultado de uma eventual maior agressividade da doença em si, e sim do diagnóstico tardio"

Em outras palavras, essa enfermidade tende a ser flagrada no sexo masculino somente quando já está em estágio avançado devido os homens acharem que nunca vão desenvolver este tipo de câncer porque "é doença de mulher". Assim, só vão notá-lo quando, por exemplo, os nódulos relativamente grandes tiverem surgido no peito. 

Por outro lado, às vezes nem mesmo os médicos costumam suspeitar que tais sintomas se referem ao câncer de mama. Está aí uma razão para não deixar os cânceres de mama masculinos em último plano.



Tratamento e Prevenção


De acordo com a revista Saúde é Vital, o combate a esse problema é recheado de incertezas, uma vez que a maioria das pesquisas sobre câncer de mama é voltada exclusivamente para as mulheres. Em geral, o tratamento envolve mastectomia — uma cirurgia que remove boa parte do peito —, radioterapia e hormonioterapia. Em linhas gerais, portanto, ele não difere muito da versão feminina do mal, porém é menos rebuscado. 

Isso também é facilmente ilustrado no contexto da reconstrução mamária após a remoção do nódulo maligno. Embora até existam técnicas que visam restabelecer a aparência do peitoral de um homem, elas não são tantas e definitivamente perdem em refinamento quando comparadas às utilizadas nos seios femininos.

Do ponto de vista de prevenção, manter-se no peso ideal, não fumar e fazer exercícios físicos é a melhor pedida — para esse e outros vários tipos de tumor. Também é essencial ficar de olho no histórico familiar, até porque ter muitos parentes com câncer é um fator de risco para essa doença. E, se um homem é diagnosticado com o problema, necessita passar por um aconselhamento genético com um especialista. 

Portanto, se notou algo anormal em seu peitoral ou ao redor dos mamilos, não deixe o machismo e o preconceito te impedir de procurar imediatamente um especialista. Isso pode salvar a sua vida!


Com informações de Saúde é Vital
Imagens: reprodução 


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...