Últimas

5 de julho de 2016

Os riscos que produtos de higiene oferecem diariamente


Sabemos que quase todos os produtos industrializados trazem substâncias químicas em sua fórmula, quer para custar menos, durar mais, causar algum efeito ou para ter apresentação mais vendável, que muitas vezes podem prejudicar a nossa saúde. Conheça quais são os riscos de produtos de higiene que com certeza você usa quase todos os dias.

No mundo atual, é quase impossível viver sem determinados produtos cosméticos para manter a higiene e o cuidado com corpo em dia. Da mesma forma, é uma tarefa difícil encontrar no mercado aqueles que não apresentam substâncias tóxicas e nocivas ao organismo, ainda mais a preços acessíveis, sem falar da fidelização de marca. É frustante saber que justo aquele produto que você demorou tanto para encontrá-lo e que atendeu bem à sua necessidade apresenta um ingrediente que pode trazer danos à sua saúde ou ao meio ambiente.

De qualquer forma, +40BC não recomenda aboli-los, mas sim que crie o hábito de ler o rótulo ou saber mais sobre a composição da formula antes de consumi-los e até reduzir, sempre que possível, a frequência de seu uso. O propóstio desta postagem é informativa e radicalismo não leva a nada. Confira a seguir as substâncias que tornam 6 produtos de higiene em vilões da sua saúde.

Shampoo e condicionador - a dupla dinâmica para manter os cabelos limpos e macios oferecem riscos quando possuem sulfato de sódio em sua fórmula. Se por um lado ele propicia espuma abundante, por outro pode desenvolver câncer quando absorvido pelo couro cabeludo, que é uma das partes mais desprotegidas do nosso corpo por ser altamente poroso. 

Hidratante - item fundamental para proteger a pele das agressões externas, como do sol, vento e da lâmina de barbear, geralmente são formulados com substâncias sintéticas extraídas do petróleo, como a vaselina. Para se prevenir, opte por aqueles que tragam ingredientes com poder hidratante natural, como manteigas e óleos extraídos de castanhas, flores, frutos e sementes.

Desodorante e antitranspirante - item de higiene mais consumido pelos homens, pode conter substâncias como triclosan, sais de alumínio, BHT, promotores de penetração na pele e fragrâncias artificiais para disfarçar os maus odores e controlar a transpiração, podendo provocar alergias e intoxicações.

Creme, gel ou espuma de barbear - produto praticamente obrigatório para impedir que a lâmina acabe por agredir ou ferir a pele e provocar foliculite, pode conter em sua formulação substâncias como butano, diazolidinil ureia, que libera formol; trietanolamina, que às vezes tem nitrosaminas cancerígenas; parabenos e fragrâncias sintéticas, que podem provocar dificuldades em respirar, por exemplo.

Loção ou gel pós-barba - além das substâncias tóxicas e cancerígenas apresentadas no hidratante e produtos pré-barba anteriormente citados, pode apresentar também álcool em sua composição, que resseca a pele quando deveria injustamente fazer o oposto, reter a água na pele recém-barbeada para que a hidratação volte ao nível ideal. Já foi abordado aqui como a hidratação é importante após o barbear.

Perfume - segundo item mais consumido pelos homens, substâncias sintéticas que algumas fórmulas possuem, como o ácido ftálico, podem interferir na produção de espermatozoides e por consequência na qualidade do sêmen quando absorvidos pela pele, causando o que chamam de baixa contagem; e fazem com que percam velocidade na hora da fecundação, quando os espermatozoides disparam em direção ao óvulo. Se você está tentando ser pai, é legal dar uma conferida se o perfume que te ajudou na conquista não está agora te atrapalhando. 


Com informações dos sites SOS Solteiros, eCycle e Segredos do Mundo
Imagem: reprodução


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...