Últimas

28 de junho de 2016

Submarinos são os novos brinquedos de luxo


Carros esportivos? Iates? Helicóptero ou jatinho particulares? Esqueça de tudo isso. A moda agora é ter seu próprio submarino - alguns com direito até a hidromassagem, sala de ginástica e adega a bordo -, que pode muito bem ser adicionado à lista de brinquedos de luxo acima ou à de desejos e de excentricidades de qualquer mortal.

A seleção a seguir, que traz cinco modelos com recursos que servem tanto para um simples passeio de exploração submersa quanto para uma viagem mais longa, foi elaborado e publicado pela revista Poder e compartilhado pelo site Glamurama.



Seattle 1000 - produzido pela americana United States Navy, o Seattle 1000 é um híbrido de iate e submarino e que pode ser customizado. Com 36 metros de comprimento, pode ficar até 20 dias debaixo d'água e tem autonomia para realizar viagens transatlânticas. O deque possui dois andares e, entre seus muitos luxos, é equipado com um painel de observação na parte dianteira e cinco quartos, cinco banheiros, duas salas de ginástica, salas de jantar e de estar, além de adega. O custo inicial é de R$ 85 milhões.



Phoenix 1000 - com dez quartos, sala de ginástica, adega e jacuzzi, o modelo da United States Navy é um iate-submarino de 65 metros de comprimento que conta com uma área útil de 460 m² dividida em quatro andares. Ele é capaz de submergir até 300 metros e vem equipado com um minissubmarino que pode descer até 600 metros. Vendido apenas sob encomenda, o Phoenix 1000 poder levar cerca de três anos para ficar pronto e seu preço gira em torno de R$ 280 milhões. 



Super Yacht Sub 3 - lançado em 2015 pela companhia holandesa U-Boat Worx, é capaz de levar três pessoas a até 300 metros de profundidade. Por ser menor e mais leve – tem 1,70 m de altura e 3,5 mil quilos de peso –, é mais rápido e capaz de passar por lugares estreitos. Além disso, tem ar-condicionado, bancos de couro e autonomia para ficar até 12 horas debaixo d'água. E, graças ao sistema manta controller, todos os passageiros podem se revezar no comando do submarino sem ter de trocar com o "motorista". O preço? R$ 8 milhões.



U-010 - Projetado pela marca italiana Seatec Boats, é um iate-submarino que pode navegar tanto na superfície quanto em águas profundas. Isso é possível graças a um sistema que troca o diesel, necessário para operar o iate, para propulsão elétrica, que permite a submersão. Na parte interna da embarcação, que tem cerca de 70 metros de comprimento, os designers italianos Marina Colombo e Sebastiano Vida criaram um ambiente com várias salas e cápsula de vidro para observação, entre outros luxos. O projeto não tem data de lançamento e a marca ainda não divulgou o seu preço. 



Deepsea Challenger - Entre os profissionais que participaram do projeto do Deepsea Challenger está James Cameron, diretor dos premiados Titanic e Avatar. Em março de 2012, o diretor canadense levou cerca de três horas para chegar à Depressão Challenger, ponto mais baixo da superfície terrestre localizado a 11 quilômetros de profundidade. Com 7,3 metros de comprimento, a embarcação da empresa australiana de design Acheron Project Pty não têm luxos como suítes ou salas de estar, mas conta com tecnologia de ponta para exploração subaquática, incluindo câmeras 3D em alta definição – instaladas por Cameron – para seu único tripulante não perder nenhum detalhe da paisagem. O piloto automático verifica as condições de temperatura, de pressão e o nível de carga das baterias. Na época em que foi produzido, o Deepsea custou R$ 27 milhões.


Com informações da Poder e do Glamurama
Imagens: reprodução /divulgação

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...