Últimas

6 de março de 2016

Nova geração do Fiat Tipo inclui hatch, perua e sedã


Quem é quarentão o conhece muito bem. Era o "modelo importado" da Fiat para concorrer com os que chegavam aos montes e de diversas montadoras pelo porto de Santos num Brasil em que o Plano Real ainda engatinhava, chegando a ser produzido localmente entre 1996 e 1997 na fábrica de Betim, em Minas Gerais, devido ao tamanho sucesso. Agora, a nova geração evoluiu e a família do hatch cresceu com perua e sedã. Mas a pergunta que fica é: será que voltará a ser vendido no Brasil?




Design Alfa Romeo


Poucos meses após o lançamento do sedã, que aconteceu em 2015, a nova família Fiat Tipo fica completa com a apresentação da perua e do hatchback, velho conhecido dos brasileiros da década de 1990, no Salão de Genebra, na Suíça, que acontece até dia 13 de março de 2016.



Com traços inspirados na Alfa Romeo, marca para esportivos do grupo italiano, o padrão estético e de acabamento da Fiat foi elevado e tornou o design, que é semelhante em toda a linha com faróis de LED alinhados com a grade frontal, bem mais atraente ao visual utilizado atualmente pelos modelos da marca vendidos no Brasil. O hatch, por exemplo, trocou as lanternas traseiras em formato de "C" por peças bipartidas mais convencionais, levemente ao estilo da BMW.



Por dentro, revestimentos suaves ao toque e de ótima qualidade lembram pouco as soluções de baixo custo usadas no Brasil. Os bancos possuem abas laterais que visam aumentar conforto e ergonomia durante a condução. Tela multimídia sensível ao toque é item que, por aqui, você só verá na Fiat Toro.



Segundo a Fiat, o hatch tem 4,37 de comprimento, 1,79 m de largura e 1,5 m de altura. Para a perua, são adicionados 20 cm ao tamanho do comprimento e a altura chega a 1,51 m. No quesito porta-malas, o hatch pode levar 440 litros, enquanto a perua chega a 550 litros. 



Criado para encarar modelos bem-sucedidos como o novo Megane Estate e Opel Astra Sports Tourer, o Tipo SW possui 4,57 metros de comprimento e traz os mesmos elementos de design sedã até a coluna B, se diferenciando, naturalmente, pelo teto alongado, novas portas traseiras, lanternas em forma de "C" e barras no teto.

Os europeus poderão escolher entre o motor 1.4 Fire 16V, de 95 cv, 1.6 E-TorQ, de 110 cv e o 1.4 MultiJet turbo, de 120 cv. O câmbio pode ser manual, automático ou automatizado de dupla embreagem, todos de seis marchas.




Sai Bravo, entra Tipo


De origem turca, onde é conhecido por Egea, o Tipo é global e estreia este ano na Europa, Ásia e África. De acordo com iG Carrosaposentará o Bravo no continente europeu, modelo que menos vende entre os hatchs médios no Brasil (apenas 2.795 unidades foram emplacadas em 2015, conforme a Federação dos Distribuidores de Veículos - Fenabrave). 

A base é a mesma que compõe os brasileiros Jeep Renegade e Fiat Toro, o que facilitaria possível produção local. Segundo UOL Carros, a imprensa europeia crava que o Tipo, pelo menos o sedã, será fabricado por aqui, mas divisão local da Fiat não confirma e nem refuta.

O Tipo sedã cairia bem como sucessor do quase esquecido Linea no segmento de sedãs médios. Já a versão perua poderia dar fim à antiquada Palio Weekend e ressuscitar o segmento, esquecido com a explosão de lançamentos de SUVs.




Com informações de Carplace, UOL Carros, Carros /iG São Paulo e G1 /Auto Esporte
Imagens: reprodução /divulgação Carplace e Newspress

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...