Últimas

10 de novembro de 2015

Conheça a diferença entre Whey Protein concentrado, isolado e hidrolisado


Para quem quer ficar fortão e não quer pegar pesado na academia e muito menos tomar "bomba", que além de substância proibida é um tremendo vilão para sua saúde, a solução mais saudável é chegar ao tamanho desejado se valendo de suplementos alimentares.

Neste caso, o Whey Protein é sem sombra de dúvidas essencial para quem malha porque ajuda no aumento da disposição e facilita a recuperação dos músculos depois do desgaste físico ocasionado pelo treino pesado.

Líder na preferência dos marombeiros brasileiros, o suplemento derivado do soro do leite se apresenta em em três diferentes fórmulas - concentrada, isolada ou hidrolisada -, sendo cada tipo para um fim, o que acaba causando confusão na hora da compra.  

Além do preço, a principal diferença entre as fórmulas ou tipos de Whey Protein estão nos valores de carboidratos, gorduras saturadas e sódio, isto quando comparados em mesma quantidade do produto. 




Concentrada


É a fórmula que possui o preço mais em conta. Ela passa por filtragem simples, o que mantém a proteína quase intacta - pode apresentar concentração de 20% a 80% -, resultando em maior presença de gordura saturada, lactose, sódio e carboidratos e por isso não é indicada para quem tem intolerância à lactose e pressão alta.


Isolada


Essa fórmula destaca a concentração de proteína e significativa redução da quantidade de outras substâncias, sendo as gorduras eliminadas durante o processo. É a menos vendida no Brasil e a mais indicada para quem tem intolerância à lactose.


Hidrolisada


Por fim, essa fórmula é a que faz o organismo processá-la de forma mais rápida graças à hidrólise, uma espécie de "pré-digestão" química que facilita e acelera sua absorção tal qual em outros suplementos, como o colágeno hidrolisado. Contudo, por ser bem mais cara que as demais, é mais comum ser encontrada misturada às fórmulas concentrada e isolada, variando de preço de acordo com a porcentagem presente em cada uma.




Cuidados


Vale lembrar que o ideal de concentração de proteínas deve ficar entre 50% e 80% porque, se for menor, o Whey Protein pode se tornar hipercalórico. 

Ainda, como já falamos aqui sobre os perigos de se consumir o Whey Protein sem uma avaliação médica e nutricional, a ingestão em excesso de proteína pode sobrecarregar os rins e levar à produção de cálculos renais. 

Portanto, se você tem pré-disposição ou já sofre com esse problema, além de intolerância à lactose e derivados do leite, pressão alta e diabetes, o melhor é primeiro ouvir a opinião do seu médico e nutricionista para depois escolher a fórmula ideal para você. 

Lembre-se: a beleza é consequência da boa saúde e não o contrário. Não coloque a sua em risco apenas para ganhar alguns músculos. #ficadica


Imagens: reprodução 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...