Últimas

2 de março de 2015

O ganho em repor o colágeno a partir dos 30 anos

Fonte: Naturflame

Velho conhecido das mulheres e de quem leva musculação a sério, o colágeno é uma proteína presente em nosso organismo que auxilia na saúde da pele, do cabelo, do tecido conjuntivo e das articulações.

Homens e mulheres começam a ter queda progressiva na produção desta proteína a partir dos 30 anos e se acentua a partir dos 50 anos. A sua falta é amplamente visível: a pele fica fina, seca e flácida, o cabelo começa a quebrar, a cair ou acentuar ainda mais a queda e as articulações começa a ficar comprometidas (os jogadores de futebol de final de semana já devem ter percebido). Alguns até brincam dizendo “é da idade”... E o pior que é mesmo.

Para combater estes efeitos é recomendável à ingestão de 10g desta proteína diariamente e sua reposição se dá de três maneiras: pela ingestão de alimentos, por suplementação e combinando as duas primeiras, que é a que pratico.

Alimentos ricos em Colágeno


Por se tratar de uma proteína é natural que os alimentos mais ricos em colágeno venham de fonte animal. Consumir regularmente carnes vermelhas ou brancas, peixes, ovos, queijos brancos, leite e iogurte desnatados é altamente recomendável. Brócolis, tomate, soja, amora e cereja são alguns alimentos para quem é vegetariano ou não gosta de consumir muita carne, como eu. 

A gelatina também é uma fonte natural animal, mas possui baixa quantidade de colágeno, mesmo as encapsuladas, sem contar que as convencionais, vendidas em supermercados, podem conter muitos produtos químicos (corantes, aromatizantes e conservantes) além de açúcar. 

Contudo, “se entupir” de carnes e gelatina de nada adiantará se não forem consumidos alimentos ricos em vitamina C na mesma refeição. São fontes naturais frutas como morango, abacaxi, laranja e limão, por exemplo.

De acordo com Tua Saúde, a vitamina C, além de ajudar no fortalecimento das defesas naturais do corpo, graças aos antioxidantes que combatem os radicais livres que em excesso favorecem a instalação de doenças, serve para facilitar a cicatrização da pele e melhorar a circulação sanguínea, sendo ótima para ajudar na prevenção de doenças cardiovasculares como a aterosclerose, por exemplo. Quanto ao colágeno, esta vitamina potencializa sua absorção em 8 vezes, conferindo assim resultados melhores na redução da flacidez. Bacana, não?

Colágeno Hidrolisado


Apesar dos estudos científicos ainda serem muito controversos, os suplementos à base de colágeno hidrolisado estão há muito no mercado e se apresentam em várias formas: em pó, tabletes, em chás e em goma.

A controvérsia gira em torno da eficácia na sua absorção pelo organismo e quanto à quantidade a ser ingerida. Ainda não existe um único tablete que concentre 10 g da proteína exigindo a ingestão de várias cápsulas ao dia para se obter a mesma quantidade sem comprovação científica aparente. O mesmo equivale para as demais apresentações.

Da mesma forma que a ingestão por alimentos, é preciso que seja ingerida vitamina C junto com a quantidade do colágeno hidrolisado para que seja absorvido pelo organismo. Alguns especialistas defendem ainda a ingestão de lactobacilos para potencializar a absorção.

Bom ou não, o fato é que quem o consome, como eu, tem visto os resultados positivos. A seguir destaco dois tipos de suplementos, um em tabletes e outro em pó:


Colágeno Hidrolisado com Semente de Uva Stem

Fonte: Stem Pharmaceutical


Une proteína e antioxidantes em um único tablete. Segundo o fabricante, a semente de uva (vitis vinifera) é rica em bioflavonóides chamados proantocianidinas, potentes antioxidantes que agem combatendo os radicais livres que aceleram o envelhecimento e estão associados a algumas doenças. As duas substâncias em um mesmo produto proporcionam pele bonita e qualidade de vida, “associando os benefícios do colágeno na questão da firmeza da pele e da semente de uva com excelente atividade antioxidante e ação sobre o sistema cardiovascular”, nas palavras de Silvana Montagna, farmacêutica da Stem Pharmaceutical.

O frasco traz 100 tabletes contendo 1000mg de colágeno e 100mg de extrato seco de semente de uva cada. O preço do frasco varia de R$ 27,00 a R$ 32,00 nas farmácias e drogarias.

Há 1 ano passei a consumir diariamente este colágeno com semente de uva – faço uso de colágeno hidrolisado há 6 anos e não tive mais problemas com meu joelho – tomando 1 tablete por dia juntamente com 1 tablete de um suplemento vitamínico logo após o almoço.


Colágeno Hidrolisado Men Care Sanavita Beauty


Fonte: Sanavita Beauty


Fórmula em pó criada exclusivamente para atender as necessidades masculinas, combina os peptídeos do colágeno hidrolisado com antioxidantes advindos da associação dos polifenóis do chá verde e tem sabor de laranja com tangerina. O produto já vem com a dose de vitaminas A, C, E e zinco recomendadas dispensando o consumo de suplementação adicional. Ainda conta com o aminoácido sulfurado L-cisteína que, segundo o fabricante, se encontra ausente na molécula do colágeno hidrolisado.

Consumindo duas porções diariamente, o fabricante promete cumprir a ingestão das 10g diárias recomendadas. Um pote de 300g garante o consumo por 30 dias. O preço varia de R$ 49,00 a R$ 76,00. 

Eu ainda não fiz uso deste colágeno, mas me falaram muito bem de seus resultados.

É como diz aquele velho clichê: a saúde vem da alimentação saudável. A complementação deve vir para completar e não para substituir.

::: Atualização em 01/07/2015 :::

Como havia citado quando da publicação deste post, eu ainda não tinha consumido o Colágeno Hidrolisado Men Care da Sanavita. 

Faz um mês que o estou consumindo diariamente e as melhoras são visíveis: tive redução significativa na queda do meu cabelo, minhas acnes reduziram e sinto como se meu joelho não tivesse problemas.

Por fim, o produto entrega o que promete e vale cada centavo do investimento. Recomendo!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...